quarta-feira, 6 de maio de 2009

My Best Friend's Wedding

Adoro este filme...

É por estas e por outras razões que devemos aproveitar a vida em todos os momentos e não esperar para mais tarde... porque mais tarde pode ser tarde demais.

Para tudo há o momento certo, há que saber aproveita-lo na altura certa porque o tempo não volta para trás... Dizem que recordar é viver, sim, de facto até é mas viver no passado é deixar de viver o presente.

É preciso aceitar as opções que fizemos, as escolhas... Até podemos tentar "corrigir" algumas coisas mas tentando não fazer escolhas e opções piores ainda.

Ninguém disse que viver era fácil... muito menos amar!

5 comentários:

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividade para crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00. Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos. Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Lu disse...

Eu ADORO a cena final deste filme!

Anónimo disse...

este filme é giro e eu Adoro comédias, mas já foste ver o filme que estreou a pouco: ele não está assim tão interessado! é muito giro e com bons actores...
vai ver

Sylvie disse...

Não concordo contigo, Liliane, acredito que somos nós que criamos o momento certo. Não existe um tempo único para as coisas que nos são importantes, independentemente do desfecho que venham a ter. Isso é partir do princípio que não levamos nada connosco e que o presente fecha as portas ao passado. Há passados que criam lindos presentes e há presentes que só são possíveis por causa dos erros ou das coisas lindas do passado. E há também presentes que nascem ainda mais lindos sem precisarem do passado. Nenhum dos dois tem uma importância menor...
Se falas em amor, as grandes histórias de amor, às vezes descritas como "impossíveis", surgem de momentos vividos ao longo de várias décadas e não morrem pelo que não foram a dado momento. São simplesmente sentimentos que subsistem...

BalDocas disse...

Olha Lila não vi o filme, mas conseguiste deixar-me curiosa... agora quanto a vivências, sentimentos, passado, presente e porque não o futuro também...acho que todos nós tivemos sentimentos vividos no passado, uns mais fortes que outros, mas como a própria palavra diz "passado" não adianta andarmos "presos" a esse passado, só nos serve mesmo quando fazemos o nosso balanço... recorda-lo nada mais que isso...Há que vivermos, sentirmos e amarmos o presente, para que possamos receber aquilo que o futuro nos trás...Como dizem os Brasileiros, «Vai em frentche que atrás vem gentche« ...
Beijocas Grandes