sexta-feira, 30 de maio de 2008

quinta-feira, 29 de maio de 2008

Há coisa melhor???


Pois é... Depois de uns dias longe do meu gatinho é sempre bom voltar para casa...

Muito miminho, muitos beijinhos e muito "rom rom"

Realmente este gato "nasceu" para ser meu e não poderia ser de mais ninguém.

Porque existem amores incondicionais



sábado, 24 de maio de 2008

Mudam-se os tempos...

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.
Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.
O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E em mim converte em choro o doce canto.
E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

( Luís de Camões)


Porque hoje apetece-me poesia....
Porque estou em fase de mudanças...
Porque estou Feliz... embora Triste...

quinta-feira, 22 de maio de 2008

Dias...

Há dias tão grandes que parecem um mês inteiro.
Há dias que passam num abrir e fechar de olhos.
Há dias para esquecer.
Há dias para lembrar.
Há dias simples.
Há dias silenciosos, metidos nos seus botões.
Há dias que dão vontade de falar.
Há dias cheios e dias em cheio.
Há dias quase vazios. E dias que mudam as nossas vidas.
Há dias em que só pensamos no futuro. E dias em que temos saudades de quase tudo.
Há dias com grandes manhãs. E dias que se prolongam pela noite dentro.
Há dias ensonados. Enublados como sonhos.
Há dias reais. Dias irreais. E dias surreais.
Há dias cheios de amigos. E outros mais sozinhos.
Há dias em que perdemos a chave. E dias em que perdemos o autocarro.
Há dias em que perdemos a esperança.
Há dias em que cruzamos os braços. E dias em que arregaçamos as mangas.
Há dias em que temos vontade de partir. Dias em que temos vontade de voltar.
Há dias coloridos. E dias a preto e branco.
Há dias negros.
Há dias trágicos.
Há dias que já lá vão.
Há dias que nunca mais chegam.
Há dias em que contamos os dias para as férias.
Há dias em que fazemos asneiras.
Há dias em que não temos boas maneiras.
Há dias que não são dias.
Há dias em que perdemos a cabeça.
Há dias em que começamos tudo do princípio.
Há dias que deviam durar para sempre.
Há dias em que precisamos de um café. E dias em que precisamos de um abraço.
Há dias em que fazemos um amigo.
Há dias em que as coisas andam para trás. E dias em que o mundo anda para a frente.
Há dias que deviam desaparecer do calendário.
Há dias e dias.
E dias que não são dias.
Há dias para tudo!!!!

terça-feira, 20 de maio de 2008

Um verdadeiro Ritual



Depois de voltas e mais voltas a decidir o que haveria de falar no meu primeiro post... Lá decidi, ou não...


Falar de tudo um pouco... E de nada também...


Este será um espaço para falar um pouco de tudo o que se relaciona com o corpo e a mente.


Quero fazer deste espaço mais um dos rituais da minha vida. Um espaço de descontração e bem estar. Um espaço onde muitas dúvidas possam ser esclarecidas, um lugar de total relaxamento...


Um verdadeiro Ritual. Porque a vida por si só já é um Ritual.